Esqueci minha senha?

Notícias

Ver lista completa

Música e a escuta ativa

  • Compartilhar:

   

   Murray Schafer é pedagogo, educador musical, compositor, escritor e grande pesquisador. Entre suas pesquisas, a escuta ativa torna grande destaque buscando o desenvolvimento das crianças dentro das salas de aula, no convívio familiar e no brincar.

   Para Schafer, a escuta ativa envolve a liberdade para ouvir e também criar, papel dado ao educador que possibilitará ao seu aluno o ambiente propício para este desenvolvimento através de paisagens sonoras, ou seja, contação de histórias em que as crianças possam sonorizar ativando e sensibilizando sua escuta, levando o ouvido a praticar sons agradáveis.

   Deixar a imaginação das crianças e ter liberdade traz à tona a curiosidade da vontade de criar, como quando pintam um desenho e sentem necessidade de colorir, assim estimulam seu desenvolvimento visual.

   Na música, ter uma escuta ativa, começa com pequenos sons criados a partir de estímulos visuais e sonoros. Mas, é muito importante ressaltar que a formação da escuta ativa nas crianças também vem do que ouvimos com elas, a altura do som quando ouvimos músicas em casa ou no carro, o nosso estilo musical influenciará esta escuta que ainda está em formação, inclusive a densidade desses sons. O que você tem escutado com seus filhos? Estimula sua escuta ativa?

  “Ao contrário de outros órgãos dos sentidos, os ouvidos são expostos e vulneráveis. Os olhos podem ser fechados, se quisermos; os ouvidos não! Estão sempre abertos. Os olhos podem focalizar e apontar nossa vontade, enquanto os ouvidos captam todos os sons do horizonte acústico, em todas as direções.” (SCHAFER, 1991).

 

Educadora Musical Débora Nascimento

Acesse de um dispositivo móvel:

São Paulo da Cruz
Delta Tech - Gerenciamento de Conteúdo