AGENDE UMA VISITA

Você esqueceu como se logar?
Para o acesso do Educando, utilize o Número de Matrícula como Usuário e a Senha cadastrada, ou a data de nascimento (ddmmaaaa). Para o acesso de Pai/Mãe/Responsável, utilize o CPF (sem pontos ou traços) como Usuário e a Senha cadastrada, ou a data de nascimento (ddmmaaaa). Resgatar Senha

Você esqueceu como se logar?
Para o acesso do Educando, utilize o Número de Matrícula como Usuário e a Senha cadastrada, ou a data de nascimento (ddmmaaaa). Para o acesso de Pai/Mãe/Responsável, utilize o CPF (sem pontos ou traços) como Usuário e a Senha cadastrada, ou a data de nascimento (ddmmaaaa). Resgatar Senha

Notícias

Continue vendo em
seu dispositivo móvel:

Brincar é importante

Brincar é importante São Paulo da Cruz

   

 

Por meio de brincadeiras, a criança mostra como está construindo sua história e organizando seu mundo, suas fantasias. Se a criança não brinca, todos que a acompanham devem ter atenção para o que pode estar ocorrendo.

Criança apática, indisposta, triste e sem vontade de brincar são indícios de que algo não vai bem e é importante investigar.

Vamos entender o que, de modo geral, esperar em cada fase da criança:

·  Ao longo do primeiro ano: brinca com o aparecer/desaparecer – de si mesma e dos objetos; assim, desenvolve agilidade.

·  No segundo ano de vida: a criança descobre o espaço vazio, entende o sentido de colocar algo em um espaço; já é possível ensiná-la a guardar os brinquedos.

·   No início do terceiro ano de vida: a partir dessa fase a criança começa a interessar-se por brinquedos de encaixar peças.

·   De três a cinco anos de vida: os brinquedos mais elaborados são apresentados. A criança intensifica a brincadeira e as fantasias. São interessantes os jogos de encaixe, montagens.

·   A partir do sexto ano de vida: surgem os heróis, bandidos e as brincadeiras que imitam situações da vida real (casa, professor, motorista, bombeiro, etc)

 

BRINCANDO EM FAMÍLIA

Observar uma criança brincando pode ajudar a compreender seu desenvolvimento. Estimulá-la por meio de brincadeiras é muito importante para o aprendizado. Em casa é possível aproveitar os momentos das brincadeiras para um convívio prazeroso.

 

· Esconde-esconde, amarelinha, corre-cutia: para grupos maiores estas brincadeiras geralmente agradam bastante. Para evitar acidentes, procure um lugar com bastante espaço livre.

· Brincadeiras com bola: futebol, rola a bola e outras opções que se adaptarem ao espaço disponível. Brincar de bola sempre diverte e possibilita interação.

· Montagem e encaixes: jogos de encaixe, empilhar blocos, etc. Esses tipos de atividade são estímulos para que a criança pense em soluções para cumprir a tarefa. Em família, podem trazer grandes desafios: quem empilha mais alto? Quem constrói uma casa? Quem faz o maior trem?

· Atividades ao ar livre: se o espaço disponível for suficiente e o tempo atmosférico estiver favorável (temperatura agradável, sem sol forte, chuva ou vento), nada melhor que correr, andar de bicicleta, esparramar brinquedos, brincar na grama ou com areia. As atividades ao sol devem ser realizadas em horários adequados.

 

Livro da Família – FTD – Sistema de Ensino – Educação Infantil – 1ª Edição – São Paulo - 2017


Outras Notícias

Ver lista completa
 
Sistema Brasília
Mãe da Sta. Esperança
Colégio Passionista São Paulo da Cruz
Av. Tucuruvi, 470 - Tucuruvi - São Paulo - SP
CEP 2304-001
  •   (11) 2991-3111
Delta Tech - Gerenciamento de Conteúdo